Você pode correr para outro lado! – por Karina Teixeira

Muitos acham que a gente precisa seguir sempre um mesmo princípio. Mas não é bem assim. Como corredores amadores, podemos redefinir nossos objetivos a qualquer momento. Não é porque você sempre correu 5k que não pode se arriscar em uma maratona. Ou você que já chegou nos 42k, querer voltar só para os 5k. Não é pecado! Afinal, correr faz bem, não importa o pace ou a distância.

Você pode ter corrido forte por muito tempo. E agora resolveu tirar o pé e correr só por prazer. Ou o contrário: você pode ter ficado um bom tempo correndo por prazer e chegar em uma fase onde a palavra performance volta a fazer parte dos seus objetivos.

Esse é meu caso.

Desde que fiz minha primeira maratona em 2015, vim complementando o currículo com provas malucas, longas distâncias e terrenos variados. Essa era minha diversão. Até 2017. No ano passado eu cumpri todas as minhas metas planejadas a curto prazo nesse quesito. E me realizei.

Mas adormecida ali, estava minha sede em voltar a focar em coisas específicas, em voltar a sofrer mesmo. Não simplesmente fazer uma prova. Mas dar mais de mim nos meus principais objetivos.

O mundo ideal? Seria eu voltar pra 5k, 10k. Mas já tenho a maratona de Santiago, logo agora em abril. E não vou mudar para 21k. Até porque sei que me acomodaria se mudasse. É, o mundo não é tão simples quanto parece no discurso (rs).

E sou eu, né? Óbvio que vou quebrar regras, vou inventar provas loucas no nada (montanha também, por que não?) e ainda é capaz de eu querer tacar um novo esporte no meio! Sou humana. Sou amadora. Porém, nesse meu novo momento, estou sempre lembrando de ter mais foco. Não é simplesmente me jogar de cabeça de qualquer penhasco. Mas escolher os picos que mais valem a pena e aproveitar melhor cada um deles.

Esse é meu novo momento para 2018. Não vai ser fácil correr atrás do meu antigo ritmo de 3 anos atrás, nem de perder os kg que deixei de perder e ainda os que ganhei de volta. Mas tenho o principal: a vontade e a alegria em voltar fazer um outro tipo de coisa que também faz eu me sentir bem, de uma forma diferente do que muitos conhecem, mas é a real.

Para isso, venho fazendo uma mudança nos treinos e jeito que encaro tudo isso. Força na peruca e bora pra cima!

E vocês? Quais são seus rumos para esse ano?

Karina Teixeira Apaixonada por corrida desde 2012, seja por asfalto ou trilhas, longas ou curtas, desafio ou diversão. Tudo tem seu momento. Com o perfil Corredora da Vida Real, defende a corrida da forma que que for prazerosa para cada um, considerando todos os desafios do nosso dia a dia. Acompanhe a Karina Teixeira nas redes sociais: INSTAGRAM FACEBOOK

 

rodapé colunas_karina